domingo, 28 de outubro de 2012

Desabafo ao pós-graduando: Tenha uma vida



Olá pessoal,

depois de dois meses de sumiço, volto falando sobre "além do ser pós-graduando". 
Esse desabafo foi escrito na verdade no começo do ano, mas ele é basicamente atemporal, principalmente quando observamos o comportamento e angústia dos pós-graduandos.

Sou uma bióloga de coração mole e não preciso ser aquela que 24 h por dia falar/vive/trabalha sobre/a/com ecologia da paisagem e morcegos, embora tudo isso seja muito legal.

No final do post aproveito para mostrar um texto que o amigo Felipe Ribeiro me enviou em um dia muito triste. Espero que esse post incite você, pós-graduando, a refletir sobre seu próprio bem-estar e dos seus entes queridos.


Desabafo ao pós-graduando: Tenha uma vida

Eu sou mais uma no mundo.
Quando entrei na graduação tinha grandes ambições. Achava que se eu trabalhasse muito, seria uma fodona da ciência e todos meus problemas estariam acabados. Agora, depois de tantas chacoalhadas e engolidas de sapo, vejo as coisas por um outro ângulo.
É claro que não se trata de cuidar do jardim científico e deixar que as borboletas do financiamento venham até você. Se trata de um embate fisiológico. É sobre bem-estar. É sobre sentido da vida.
É sobre querer ou não competir consigo mesmo.
É sobre querer vencer etapas e ao mesmo tempo não querer que isso fosse tão importante para si mesmo. Então é sobre orgulho também.
É sobre dúvida.
É sobre querer ser um jovem despreocupado. É sobre se preocupar demais.
É sobre não conseguir se desligar de um trabalho.

É sobre ser seu trabalho 24 h por dia.

É sobre esquecer-se que a vida pessoal importa. É sobre lamentar-se...
É sobre não ter clareza e paz de espírito.
É sobre conseguir ou não curtir a viagem.. curtir o caminho trilhado.
É sobre querer fazer diferente e ser mais humana.
Ei, existe um mundão lá fora, que não tem nada a ver com a sua pesquisa!!!
Existem pessoas e sentimentos.
Existe vida além do CNPq, mestrado, delineamento experimental, orientador, burocracia e falta de financiamento!
Garota, você tem que se livrar disso! O que realmente importa? Quem vai te dar um beijo ao final de uma semana dura de trabalho?
Eu nunca quis tanto ser normal! E eu vou fazer tudo direito!
Eu quero ter segurança!
Eu quero não me sentir culpada se as coisas derem errado!
Eu não quero fazer mais do que eu deveria!
Eu quero ser reconhecida pelo meu esforço, sem ter que deixar de ter uma vida boa!
Eu vou ser feliz!"


·         ‎"Ei! Sorria(...)
Viva! Tente! A vida não passa de uma tentativa.
Ei! Ame acima de tudo, ame a tudo e a todos.
Não feche os olhos para a sujeira do mundo, não ignore a fome!
Esqueça a bomba, mas antes, faça algo para combatê-la, mesmo que se sinta incapaz.
Procure o que há de bom em tudo e em todos.
Não faça dos defeitos uma distancia, e sim, uma aproximação.
Aceite! A vida, as pessoas, faça delas a sua razão de viver.
Sonhe! Mas não prejudique ninguém e não transforme seu sonho em fuga.
Acredite! Espere! Sempre haverá uma saída, sempre brilhará uma estrela.(...)
Chore! Lute! Faça aquilo que gosta, sinta o que há dentro de você.
Ei! Ouça... Escute o que as outras pessoas têm a dizer, é importante."