quarta-feira, 2 de maio de 2012

Atropelada por Chronos


O Deus grego primordial Chronos surgiu de si mesmo, e se unindo à sua companheira (que também deve ter surgido de si mesma) Ananke (a inevitabilidade), criou o universo.
Engraçadinhamente, originalmente Chronos e Cronos são duas entidades diferentes: Chronos seria um deus e Cronos seria “apenas” um titã. O Deus teria 3 cabeças e seria realmente o tempo cronológico, já o Titã seria uma entidade que devorava seus filhos.
Se pensarmos que o tempo engole seus filhos, Chronos e Cronos podem ser a mesma coisa, certo? Então para mim, o tempo é um titã*.
Como esse blog é de umabióloga que se propõe a escrever coisas sobre a vida de umabióloga e tenho que fazer essa história fazer sentido, vamos ao que interessa:

Desde que eu me mudei para rio claro para iniciar meu mestrado estou com a mesma sensação: Atropelada por Chronos.
Hoje, mais do que nunca eu admiro a minha mãe. Ela cuidou bem demais de mim e de toda a família desde sempre, além de trabalhar 8 horas por dia. Como ela consegue?
Estou aqui em rio claro desde março e ainda não consegui estabelecer uma rotina de cuidados com a casa, comida, limpeza, mestrado, disciplinas, lazer, saúde. Simplesmente sinto que o dia acaba e eu não “tiquei” as tarefas que eu gostaria de ter “ticado”. Pilhas imaginárias de coisas, que juntamente com pilhas de roupa suja, se acumulam e me deixam completamente impotente.
Quando estou toda feliz achando que estou manjando de certo tema, olho para meu email e vejo novos artigos do mês, me dizendo, não, você não está completamente atualizada garotinha!
Quando avanço um pouquinho mais na ecologia de paisagens, vem uma dúvida completamente tosca que me trava no programa de computador. Não garotinha, não é hoje que você vai avançar o quanto gostaria.
Lógico, to curtindo essa nova fase, tive inclusive sorte de estar numa casa legal com pessoas legais e que sabem fazer arroz e feijão, mas tenho que confessar que não estou me saindo nada bem. Se alguém tiver dicas simples de como ser uma pós-graduanda e dona de casa nota 10, aceito!


*conhecedores de mitologia que me perdoem. E se quiserem me explicar melhor essa história, to aceitando, pois Wikipédia nunca deve ser suficiente!