segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Repasse rápido do Fritz Muller

Tudo que é bom passa rápido! E Essa semana passou rápido muitos alunos do Departamento de Ecologia da UNESP Rio Claro. Tive a oportunidade de ir ao evento Fritz Muller seminars em São Paulo (USP), no qual professores renomados apresentaram um panorama geral do que vêm estudado a anos na temática Ecologia. Em destaque fica a ilustre presença no departamento, pelo resto da semana, do Professor Pedro Jordano, admirável tanto por seus trabalhos sobre interações mutualísticas utilizando Teoria de Redes Complexas quanto pela simpatia. Os Fritz Muller seminars ocorrerão todo ano!

O evento homenageou e inspirou-se nas produções de Fritz Muller, aquele do mimetismo mulleriano, lembram??
Relembrando quem foi esse notável:

Fritz Muller era um alemão prodígio, se tornou PhD. (philosophiae doctor) aos 22 anos.
Era contra a perseguição e hipocrisias religiosas.
Estudou farmárcia, matemática, ciências naturais e medicina. Só!
Não podia exercer a medicina lá na Alemanha, pois abandonou o cristianismo e se negou a pronunciar uma parte cristã do juramento de Hipócrates na época
Decidiu vir para o Brasil, pois estava de saco cheio da intolerância religiosa no seu país.
Em Blumenau exerceu medicina, pesquisou a fauna e a flora e fez poesias infantis..
O cara era bom!  Charles Darwin apelidou Fritz de "Príncipe dos Observadores". Que esse notável sirva de inspiração para que estudos em ecologia sejam feitos com amor, inspiração, embasamento e honestidade =)

Saiba mais sobre Fritz Muller no site da SBPC


Agora um resumo sobre mimetismo que pode se ler em um minuto:

Camuflagem: imitar os padrões do meio
Homocromia: imitar o ambiente> urso polar
Homotipia: imitar as coisas> bicho-pau

Mimetismo> organismos imitando outros organismos
Mímico e modelo> vantagem adaptativa
Mimetismo defensivo: borboleta olho de coruja
Mimetismo agressivo: Aranha que parece uma formiga
Mimetismo reprodutivo: Flor que parece uma vespa

Muitas vezes o mímico imita os aposemáticos =)
Mimetismo batesiano: o mímico imita o modelo aposemático, mas não possui o as defesas do aposemático (impalatabilidade ou veneno, ou ferrão).
Mimetismo Mulleriano: é um conjunto de mímicos aposemáticos que se parecem e possuem defesas também!




segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Vá para o Pantanal

 A BEP (Base de Estudos do Pantanal) está localizada na margem direita do Rio Miranda, na região do Passo do Lontra, município de Corumbá-MS.

Passei um tempinho lá e lá vai meu relato:

Chegamos às 6 da manhã, após 17 longas horas de viagem. O que se vê de dentro do ônibus é mágico. Aquela aurora me fez lembrar as sombras e luz do raiar do dia no Rio Madeira, só que com uma vegetação bem mais baixa, mas não menos estonteante.

Quando desci do ônibus, não conseguia me decidir o que olhar primeiro, era tanta coisa para se reparar.. um socó-boi me lançou um olhar indiferente e cantou.. e já voou para outro lado, dando lugar a curicacas, dezenas de cardeais e na água via-se ondinhas circulares formadas pela movimentação dos milhares de peixes que nadavam por ali.

Raiou o dia e todos foram em silêncio só olhar.. às margens do Rio Miranda a vida começava a acontecer..
Ir ao Pantanal na cheia se resume em duas palavras que fazem qualquer um ficar espantado/encantado: Aves e Água.

É claro que quando falamos em água, nela se inclui os belos, diversos e saborosos peixes de lá. Piraputangas e pintados, cacharas, barbados e mato-grossos, peixes!

Me senti uma bióloga MUITO mais feliz depois de conhecer esse lugar. É diferente. É único. É a maior planície inundável do mundo.

5 Dicas para quem vai se aventurar no pantanal:

1)  Principalmente na seca, proteja-se bem dos pernilongos. Camiseta de manga longa, duas calças (ou uma calça grossa/dura), chapéu com boa cobertura e repelente é uma boa.
2)  Água, tome muita água. Lá no BEP tem, mas dá pra beber numa boa. O ideal é levar um galão de água mineral, porque a água lá tem um gosto bem diferente da daqui de sampa.
3)  Leve um guia de aves, você vai ficar curioso! Um recomendado é o Aves do Brasil- Cerrado e Pantanal, do Guy Tudor. Não é caro (~40 BRL) e é legal, um balanço entre uma visão mais pessoal e a zoológica.
4)  Zoom na câmera é legal..
5)  Pra quem for cursar disciplina ou fazer atividades de ensino e pesquisa lá: Curta toda a infra-estrutura do BEP! Boas instalações, comida muito boa!


Finalizando, amei participar da saída de campo com o Pessoal da UFSCar! Obrigada mais uma vez PET-Bio! E obrigada também aos outros educadores Carol Stella, Cesar Medolago e Prof. Sonia Buck pelos bons momentos!!


P.S. Você deve estar se perguntando: “ué, ela não vai falar nada de mamíferos??”. Ok, estava fraco de mamíferos.. resumindo: morceguinhos insetívoros e pescadores (uhu!), bugios, capivara a rodo, muitas pegadas e onça esturrando..

Foto: O lindinho Bico-de-prata (por mim mesma)