segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Repasse rápido do Fritz Muller

Tudo que é bom passa rápido! E Essa semana passou rápido muitos alunos do Departamento de Ecologia da UNESP Rio Claro. Tive a oportunidade de ir ao evento Fritz Muller seminars em São Paulo (USP), no qual professores renomados apresentaram um panorama geral do que vêm estudado a anos na temática Ecologia. Em destaque fica a ilustre presença no departamento, pelo resto da semana, do Professor Pedro Jordano, admirável tanto por seus trabalhos sobre interações mutualísticas utilizando Teoria de Redes Complexas quanto pela simpatia. Os Fritz Muller seminars ocorrerão todo ano!

O evento homenageou e inspirou-se nas produções de Fritz Muller, aquele do mimetismo mulleriano, lembram??
Relembrando quem foi esse notável:

Fritz Muller era um alemão prodígio, se tornou PhD. (philosophiae doctor) aos 22 anos.
Era contra a perseguição e hipocrisias religiosas.
Estudou farmárcia, matemática, ciências naturais e medicina. Só!
Não podia exercer a medicina lá na Alemanha, pois abandonou o cristianismo e se negou a pronunciar uma parte cristã do juramento de Hipócrates na época
Decidiu vir para o Brasil, pois estava de saco cheio da intolerância religiosa no seu país.
Em Blumenau exerceu medicina, pesquisou a fauna e a flora e fez poesias infantis..
O cara era bom!  Charles Darwin apelidou Fritz de "Príncipe dos Observadores". Que esse notável sirva de inspiração para que estudos em ecologia sejam feitos com amor, inspiração, embasamento e honestidade =)

Saiba mais sobre Fritz Muller no site da SBPC


Agora um resumo sobre mimetismo que pode se ler em um minuto:

Camuflagem: imitar os padrões do meio
Homocromia: imitar o ambiente> urso polar
Homotipia: imitar as coisas> bicho-pau

Mimetismo> organismos imitando outros organismos
Mímico e modelo> vantagem adaptativa
Mimetismo defensivo: borboleta olho de coruja
Mimetismo agressivo: Aranha que parece uma formiga
Mimetismo reprodutivo: Flor que parece uma vespa

Muitas vezes o mímico imita os aposemáticos =)
Mimetismo batesiano: o mímico imita o modelo aposemático, mas não possui o as defesas do aposemático (impalatabilidade ou veneno, ou ferrão).
Mimetismo Mulleriano: é um conjunto de mímicos aposemáticos que se parecem e possuem defesas também!