sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

O Campo nosso de cada dia


O Campo nosso de cada dia

Ei menina
Acorda, ou melhor, não durma!
Hoje tem campo
Tem rede pra armar

Ei menina
Pera um pouquinho, pára
O que você quer?
Pilha, relógio, perneira?

Avança no mato
O sol se deita e rola
Viu como é fácil?
O enredo se desenrola

Disseram que não conseguiria
Ora ora
Olha para ela
Tirando o bicho a uma hora!

É um, é dois, é trinta
Passou
A Segunda revisão zerou

Mas na terceira quem diria
Só caiu uma Sturnira!
Beija flor, udu, soldadinho
Segura, por favor, esse pézinho?

Agora mede, pesa, marca, solta
Quem sabe amanhã ele volta?
Pisca, pára, assovia
É o campo nosso de cada dia!